segunda-feira, 18 de abril de 2011

Fale o bem, faça o bem, acredite no amor.

O telefone já havia tocado inúmeras vezes, no celular 8 chamadas não atendidas, Calvin tinha acabado de jantar e agora jazia em seu sofá com as belas pantufas e hobby marrom-tijolo, mas hoje definitivamente não iria atender Clarice. Sabia exatamente o que aconteceu e a intenção das ligações, mas hoje não. Hoje ele seria mais Calvin, chega de dar a mãos aos outros na tristeza e não compartilhar da mesma mão em alegrias. É hora de deixar de ser um pouco altruísta e começar a valorizar o que de fato lhe faria bem, não se envolverá mais com os problemas alheios, sem nunca ouvir um obrigado.

Fazia tempos que Calvin ligara para Clarice desde o seu último problema, passou dias em claro e chegou a deixar de lado sua própria vida e problemas para ajudar aquela que lhe chamava de amigo, ajudou-a no seu momento de fraqueza, converteu o problema alheio em seu, comprometendo seu trabalho e sua vida pessoal, lhe estendeu a mão e não foi a primeira e nem a segunda vez. E após todo o turbilhão recebera em troca o esquecimento, lembrado apenas no próximo fado.

Um único sentimento saltava em seu peito, ácido, triste, porém real, era como se fosse apenas um amigo para momentos ruins, aquele que aconselhava, que levantava e que muitas vezes ele próprio tirava as pedras do seu caminho, lhe ajudou a levantar e caminhar com as próprias pernas... Calvin não pedia devoção, nem adoração eterna pelo que fez, pois fez de bom grado, sem esperar em troca, mas queria apenas ser reconhecido. Porém quando a felicidade finalmente chegou, Calvin fora novamente esquecido na página anterior, e as novas páginas foram completadas por novas amizades, com quem a felicidade fora dividida.

Muitas coisas acontecem em nossa vida, amigos vem e amigos vão, mas não podemos, nunca, esquecer os bons e fies, aqueles que estão ao nosso lado nos nossos piores momentos, que não nos virão as costas quando cairmos. Mas no entanto, insistimos em achar que quem nos ama, nos amará para sempre. Talvez isso realmente possa ser verdade, as pessoas não deixam de amar, mas o amor é como uma nuvem, nem sempre ela será grande e densa, pois pode chover e ela deixará de ser nuvem, sua essência permanecerá água, mas já não mais nuvem. É assim com os sentimentos,eles crescem, se tornam sólidos, mas se não alimentados se desnutrem.

Em sua memória tornaram momentos quando Calvin a procurou, ela nunca pôde atende-lo, nunca tinha tempo, nunca tinha como, nunca tinha NADA... para ele. Calvin não a condena por preferir a companhia de outros, pelo contrário, se via feliz em sua felicidade, era confortante ver Cler com aquele sorriso lindo no rosto, os olhos brilhando de felicidades, Calvin queria apenas ser lembrado, queria apenas um pouco de atenção. Cler minha doce Cler...é uma fato e a mudança já aconteceu a muito tempo, já não é mais a doce Cler.

Mas não há arrependimento no que foi feito, Calvin não se arrepende de secar suas lágrimas, de dar o ombro para seu pranto e nem te apoiar para não cair. Tudo foi feito de bom gosto e com o maior carinho do mundo. Mas é hora de admitir que já não faz mais parte de sua vida, já não é à ela visto com os mesmos olhos.

- “Talvez você tenha sido passado de página velho Calvin...

Mas as páginas passadas, mesmos passadas e esquecidas ainda fazem parte do livro. Faça o bem e não espere o bem. A essência do bem é o amor, e mesmo que alguém não te ame tanto quando você o ama, não significa que não ame... Estamos aqui para amar, pois o amor nos une, pode nos separar, mas jamais nos fará triste.

4 comentários:

Jeu Dantas disse...

O meu preferido, de todos que li o que mais gostei ! :D
Simples,sucinto,curto, auto explicativo, objetivo e lindo!
AMEI!

RafaelaBarbosa disse...

Eu também gostei. Muitas vezes já me senti assim: me procuravam só nos piores momentos, quando precisavam de ajuda. E confesso que já fiz isso também... É triste, mas faz parte do nosso aprendizado. Continue postando. ;)

Mila Nunes disse...

Bem .. o texto fala por si só né ? .. nem tenho muito o que comentar..
Todos passamos por isso ou agimos desse jeito com alguém um dia .. as vezes as coisas fogem do nosso controle e quando percebemos já estão bem remodeladas .. só muito amor mesmo pra trazer certas coisas de volta.

Essa imagem diz tanto ..

Muito bom meu bem ;*

Indioh disse...

Essa imagem diz muito... tentando segurar o sol com a mãos.

Postar um comentário